Thiago Zavaschi R2 www.zavaschi.com

10Feb/1222

Workshop de Self-service BI Microsoft

Olá pessoal!

Para quem estava presente na minha palestra no SQL Saturday #100 (post da Viviane Ribeiro sobre o evento) deve lembrar que comentei que iria elaborar uma série de vídeos sobre PowerPivot. Evoluí essa idéia e estou chamando de Workshop de Self-service BI que envolverá desde o início da criação do modelo da solução, passando pela análise e entregando isso através de um portal corporativo.

A sugestão é a seguinte (lembrando que junto aos vídeos teremos o scripts e materiais mostrados para download):

  • Aula 01 - Introdução a Self-Service BI e ao PowerPivot
    • O que é?
    • Versões
    • Requisitos
    • Onde Baixar?
    • Conceitos
    • Criando meu primeiro modelo
    • Trabalhando com PivotTables/Charts no PowerPivot
  • Aula 02 - Expandindo o modelo do PowerPivot
    • Tabelas
    • Colunas Calculadas
    • Relacionamentos
    • Medidas
    • Indicadores
    • Drill Through
    • Hierarquias
  • Aula 03 - DAX
    • Introdução ao DAX
    • Sintaxe
    • Tipos de Dados
    • Operadores
  • Aula 04 - DAX II
    • Tipos de Funções
    • Funções DAX comuns
  • Aula 05 - DAX III
    • Entendendo o contexto de resolução
    • Contexto de linha (Row Context)
    • Contexto de filtro (Filter Context)
    • Função CALCULATE
    • Função ALL e ALLEXCEPT
    • Função FILTER
    • Segmentadores de Dados (slicers) e Filtros
  • Aula 06 - DAX IV
    • Entendendo as Time Intelligence Functions
    • Usando Time Intelligence Functions
  • Aula 07 - DAX V
    • Relacionamentos muitos para muitos (many to many)
    • Função SUMMARIZE
  • Aula 08 - Colaboração
    • Disponibilizando a análise para a corporação
    • Conhecendo o PowerPivot for SharePoint
    • Galeria do PowerPivot (PowerPivot Gallery)
    • Atualização automática (Data Refresh)
    • Controle de TI sobre
      • Análises realizadas
      • Atualizações de dados
      • Uso de recursos do servidor
  • Aula 09 - Expandindo a Análise com o Power View
    • Introdução ao PowerView
    • Consumindo um modelo do PowerPivot
    • Exportando para o PowerPoint
  • Aula 10 - Arquitetura do PowerPivot
    • Arquitetura do Cliente (PowerPivot for Excel)
    • Vertipaq
    • Armazenamento interno
    • Arquitetura do Servidor (PowerPivot for SharePoint)
  • Aula 11 - Instalação do PowerPivot for SharePoint
    • Novo Servidor
    • Servidor existente

Se vocês quiserem sugerir pontos que acham importantes, podem fazer nos comentários! A gravação deve começar na próxima semana. :)

Preciso de um local para fazer o upload dos vídeos e materiais. Estou estudando ainda, mas acredito que youtube não será uma boa opção, pois as aulas serão de 15 a 40 minutos cada. Sugestões serão bem vindas!

É isso pessoal! Grande Abraço!
Thiago Zavaschi

16May/117

PowerPivot – DAX – Entendendo o contexto de execução

Olá a todos!

Hoje continuo com o tema DAX.

Introdução ao Contexto de Execução

Antes de entrar nas especificidades de cada função, conforme anunciei no meu último post que o faria, é importante frisar que o resultado obtido é sempre baseado no contexto atual. O contexto pode vir da tabela que você está trabalhando (novas colunas ao modelo) ou ao conjunto tratado pela measure.

E o que pode afetar/criar esse contexto?

Basicamente o contexto vem dos filtros aplicados (filtros nas funções ou slicers). Isso afeta o resultado esperado, por exemplo ao utilizar um slicer (segmentador de dados) temos uma redução de contexto.

Quando estamos trabalhando com valores relativos, por exemplo, considere o seguinte conjunto de dados e a seguinte DAX:

image

=SUM(Tabela[Categoria])

Temos um resultado semelhante a:

image

Neste momento estamos trabalhando com o conjunto total dos dados, mas ao marcar um slicer, por exemplo “Rock”, temos o filtro sobre o conjunto usado:

image

 image

Ok, Thiago até aí ok, mas em que cenários que devo me atentar quanto a isso? Por exemplo, e se você possuir uma expressão DAX para calcular uma média, onde o denominador seja o somatório total das vendas ?

Algo como:

Vendas / Todas as vendas independente de categoria ?

Você poderia pensar em algo como =SUM(Tabela[Categoria])/SUM(Tabela[Categoria]), e manter a divisao por categorias, mas a conta não faria sentido, pois tanto o numerador quanto o denominador resultariam em um valor flutuante de acordo com o contexto.

Como resolver então?

Existem três funções que podem ajudar que são: CALCULATE(), ALL() e ALLExcept().

O CALCULATE serve para manipular o contexto, e o ALL e ALLExcept servem para retornar regiões dos dados de forma invariável ao contexto dos slicers (ALL) e podendo ter excessões (ALLExcept).

Na prática ficaria algo como:

=SUM(Tabela[Valor])/CALCULATE(SUM(Tabela[Valor]),ALL(Tabela))

Assim, mesmo aplicando um slicer, o resultado da medida (measure) para aquela categoria é baseado no valor total(denominador) e não mais no contexto dos slicers, veja:

image

image

Por hoje é só pessoal! :)

Este artigo é parte de uma série de artigos sobre PowerPivot e DAX. Confira os outros artigos sobre PowerPivot no link: http://zavaschi.com/index.php/tag/powerpivot/

Abraços!
Thiago Zavaschi

9May/112

PowerPivot – DAX – Time Intelligence Functions

Olá pessoal beleza? Estou tentando retomar o ritmo dos posts!

Se vocês analisarem a sequência de posts sobre Business Intelligence (http://zavaschi.com/index.php/business-intelligence/) vocês vão perceber que estou dando um foco grande em DAX. O motivo é claro: com a chegada do SQL Server 11 (Denali) também chega um novo modelo para as bases multidimensionais do Analysis Services conhecido como BISM (BI Semantic Model).

Através do Visual Studio 2010 será possível criar modelos do BISM (da mesma forma que criamos os modelos do PowerPivot dentro do Excel) e fazer o deploy para o servidor do SSAS.

Uma das grandes diferenças é que a manipulação do modelo BISM será feita usando DAX (e não MDX), sim a mesma DAX que temos hoje no PowerPivot Excel, acrescida de uma série de novas funções e capacidades.

Temos 35 funções nesta categoria na versão atual, é possível que esse número aumente quando possuirmos os modelos BISM (e podemos subdividir em 3 sub categorias):

  1. Funções que retornam uma data
  2. Funções que retornam uma tabela de datas
  3. Funções que resolvem uma expressão sobre um período de tempo

FIRSTDATE

LASTDATE

FIRSTNONBLANK

LASTNONBLANK

STARTOFMONTH

STARTOFQUARTER

STARTOFYEAR

ENDOFMONTH

ENDOFQUARTER

ENDOFYEAR

PREVIOUSDAY

PREVIOUSMONTH

PREVIOUSQUARTER

PREVIOUSYEAR

NEXTDAY

NEXTMONTH

NEXTQUARTER

NEXTYEAR

DATESMTD

DATESQTD

SAMEPERIODLASTYEAR

DATEADD

DATESBETWEEN

DATESINPERIOD

PARALLELPERIOD

DATESYTD

TOTALQTD

TOTALYTD

TOTALMTD

OPENINGBALANCE
QUARTER

OPENINGBALANCE
YEAR

OPENINGBALANCE
MONTH

CLOSINGBALANCE
MONTH

CLOSINGBALANCE
QUARTER

CLOSINGBALANCE
YEAR

 

Os próximos posts sobre DAX serão sobre cada um destes 3 grupos!

Este artigo é parte de uma série de artigos sobre PowerPivot e DAX. Confira os outros artigos sobre PowerPivot no link: http://zavaschi.com/index.php/tag/powerpivot/

Abraços,
Thiago Zavaschi

24Jun/100

PowerPivot – DAX – Tipos de Funções DAX

Olá!

Comecei a falar das DAX e esqueci de mencionar algumas coisas importantes.

Primeiramente: é possível usar diversas fórmulas do Excel dentro do PowerPivot (eu disse diversas, isso não significa todas).

E segundo: Há funcões que só existem dentro do PowerPivot, que facilitam (e muito) a nossa vida para extrair as informações.

As funções disponíveis podem ser divididas nas seguintes categorias (fonte):

Date and time

=WEEKDAY([OrderDate],1)

Retorna o número do dia na semana. Onde 1 é domingo e 7 é sábado.

Filter and value

=FILTER(ProductSubcategory,
[EnglishProductSubcategoryName]
= "Road Bikes")

Returna um subconjunto de uma tabela baseada numa expressão de filtro.

Information

=IsNumber([OrderQuantity])

Retorna TRUE se o valor é numérico e FALSE se não.

Logical

=IF([OrderQuantity]<10,"low",
IF([OrderQuantity]<100,"medium"
,"high"))

Retorna o valor do segundo argumento se o valor do primeiro argumento for verdade. Caso contrário retorna o valor do terceiro argumento.

Math and trig

=ROUND([SalesAmount] *
[DiscountAmount],2)

Retorna o valor do primeiro elemento arredondado pro número de dígitos do segundo elemento.

Statistical

=AVERAGEX(ResellerSales,
[SalesAmount]-
[TotalProductCost])

Resolve a expressão do segundo argumento para cada linha da tabela no primenro argumento e então calcula a média aritmética.

Text

=CONCATENATE([FirstName],
[LastName])

Retorna uma string da junção de dois itens em texto.

Time Intelligence

=DATEADD([OrderDate],10,day)

Retorna uma tabela de datas obtidas pela adição de dias (ou outro tipo especificado no terceiro parâmetro)especificados no segundo argumento na data passada no primeiro parâmetro.

Meu objetivo é abordar cada grupo e mostrar algumas peculiaridades e como funcionam.

E na sequência postar alguns problemas comuns que vocês terão que resolver (e eu também) usando DAX.

Este artigo é parte de uma série de artigos sobre PowerPivot e DAX. Confira os outros artigos sobre PowerPivot no link: http://zavaschi.com/index.php/tag/powerpivot/

Abraços,
Thiago Zavaschi

19Jun/101

PowerPivot – DAX – Time Intelligent Functions – Golden Rules

Olá!

Estou desenvolvendo um trabalho de BI para um cliente baseado no Powerpivot. Esta solução vai fazer uso intensivo de datas.

Existem algumas “regras de ouro” (“Golden Rules”) quando se está trabalhando com datas no PowerPivot.

São elas (fonte: Kasper de Jonge, para variar, hehe, o cara é fera!):

  1. Nunca usar a coluna datetime da tabela fato nas funções de tempo.
  2. Sempre criar uma tabela Tempo (dimensão de tempo) separada.
  3. Crie relacionamentos entre as tabelas fato e a tabela de tempo.
  4. Tenha certeza de que os relacionamentos são baseados na coluna datetime (e não em outra chave artificial).
  5. A coluna datetime na tabela tempo deve estar na granularidade de dia (sem frações dentro do mesmo dia).

Nos próximos posts veremos melhor estes processos.

Este artigo é parte de uma série de artigos sobre PowerPivot e DAX. Confira os outros artigos sobre PowerPivot no link: http://zavaschi.com/index.php/tag/powerpivot/

Abraços,
Thiago Zavaschi

17Jun/100

PowerPivot – DAX – Função DATE

Olá pessoal,

Temos disponíveis entre as DAX uma série de funções para análise de tempo e datas (também conhecidas como time intelligent functions, que abordarei aos poucos).

Hoje venho relatar a função DATE e as suas peculiaridades (ao menos nesta versão do PowerPivot, também conhecida como v1), mais informações podem ser vistas no FAQ: http://powerpivotfaq.com).

A primeira função que devemos nos atentar é a função DATE. O seu objetivo é simples: retornar em formato de data sobre os inteiros passados como parâmetros.

Sintaxe: DATE(ano, mês, dia).

Exemplo 1: Retornando uma data simples.

=DATE(2010, 06, 17).

O retorno será dia 17, mês junho, ano 2010. Simples não? Lembrando que os parâmetros podem vir de resultados de outras expressões DAX (por exemplo de outra coluna). Veja abaixo:

image

Exemplo 2:

Apesar de simples, devemos nos atentar para pequenos detalhes que podem nos levar a problemas nas nossas manipulações de datas.

O que você acha que retorna a seguinte expressão DAX: =DATE(08, 06, 01)?

Se voc6e respondeu dia 01 de junho de 2008 errou! Na realidade representa 01/06/1908! Pois anos até 1899 são somados ao valor 1900. 1900 + 08 = 1908, entendeu?

Se desejar 2008, é necessário que o valor passado seja 2008. Mas como resolver isto se a minha coluna veio importada de uma fonte que trata 08 como 2008? Simples: Crie uma coluna computada que tranforme de 08 para 2008.

A imagem abaixo demonstra a questão do valor menor que 1900 receba uma soma de 1900 para o cálculo do ano. Anos de 1900 para cima não recebem o acréscimo.

image

Atente que 1789 foi para o ano 3689, e 1900/1995 permaneceram os mesmos.

Exemplo 3: Manipulando os dias (e meses).

O terceiro parâmetro é a referência ao dia.

Atenção pois há peculiaridades também: Se informar um valor de dia maior que o que o mês pode comportar (dia 31 para o mês de fevereiro, ou passar o valor 45 como dia), esse valor será somado.

Por exemplo: se informar 45 em um mês que deveria ter 30 dias apenas, será somado mais 15 dias e cairá na metade do mês seguinte.

De maneira similar, se informar uma data negativa será decrescido o valor informado.

Veja a imagem abaixo com alguns exemplos.

PS: O mesmo comportamento é aplicado ao parâmetro com o número do mês informado.

image

 

Bom pessoal era isso o que eu queria mostrar hoje. É mais para vocês não subestimarem as funções simples, pois se não conhecermos os detalhes teremos resultados muitas vezes inesperados e difíceis de rastrear.

Este artigo é parte de uma série de artigos sobre PowerPivot e DAX. Confira os outros artigos sobre PowerPivot no link: http://zavaschi.com/index.php/tag/powerpivot/

Abraços,
Thiago Zavaschi

16Jun/102

PowerPivot – Data Analysis Expressions DAX – Intro

Então pessoal. :)

Creio que muitos que acompanham as evoluções do PowerPivot já devem ter se deparado com o seguinte pensamento: falta material sobre DAX em português e as referências externas (em inglês ao menos) são sempre de blogs de especialistas (Rob Collie, Kasper de Jonge, Vidas Matelis).

A minha proposta é seguir na mesma linha (já que meu principal canal de difusão de informação é este blog mesmo) e fornecer um pouco de conteúdo sobre DAX, mas em português. Já fiz alguns posts de introdução ao PowerPivot, então creio que valha a pena explorar num nível técnico mais profundo. Claro que se sugirem dúvidas podem perguntar :).

DAX é a abreviação para Data Analysis Expressions. É uma “evolução” da liguagem de fórmulas do Excel e só funcionará par a manipulação da base do PowerPivot dentro do seu workbook.

As DAX são importantes pois: devido a semelhança com a (já conhecida) linguagem de fórmulas do Excel e também por possibilitarem uma flexibilidade na análise dos dados. A capacidade de escrever as DAX e elas serem sensíveis aos slicers do Excel 2010 gera um ganho muito grande de capacidade de análise.

Agora vamos por a mão na massa. Neste artigo apresento uma introdução dos dois tipos de expressões DAX que podem ser criadas. Nos próximos artigs vou assumir que os concents apresentados aqui já estão assimilados.

Temos dois lugares onde podemos utilizar as DAX:

1) Através de novas colunas associadas a uma determinada tabela importada no PowerPivot, conhecidas como “calculated columns”. O resultado desta expressão DAX é armazenado juntamente aos seus dados. O uso deste tipo de DAX (em geral) não deve acarretar problemas de performance.

Há algumas experiências (do pessoal que citei no início do post principalmente) que relatam que a taxa de compressão adquirida pelo VertiPaq atravém de colunas importadas é maior que sobre as colunas calculadas. Não fiz um teste com uma massa grande ainda, mas o que eles querem dizer é que: nos casos em que o cálculo pode vir já feito no momento da importação a compressão (sobre o tamanho final do workbook) possui maiores ganhos. A seguir um exemplo da criação de uma coluna utilizando DAX ou trazendo da fonte de dados diretamente. Há outras utilizadades para colunas computadas que veremos ao longo do artigo e em artigos futuros.

Por exemplo:

Usar a expressão DAX como coluna computada: =Tabela[coluna1] * Tabela[coluna2].

É equivalente a importar (do SQL Server por exemplo) com uma coluna computada na query:

SELECT *, coluna1 * coluna2 FROM Tabela

 image

2) Através de DAX Measures (medidas) que são calculadas tendo como base uma tabela ou uma coluna. Este cálculo será executado para cada célula que o contiver. Então atenção quando utilizá-las!

Uma DAX Measure é basicamente uma fórmula DAX (estilo a usada para a criação de uma coluna) associada a um nome (e a uma tabela).

Um aspecto positivo das DAX Measures é que elas operam sobre o conjunto atual da PivotTable. A cada intereçaão dos slicers temos o recálculo dos valores das measures e com isso temos a atualização dos valores mostrados nos gráficos e tabelas.

Por exemplo:

Vou criar uma DAX measure para o exemplo mostrado na figura anterior que fará a soma dos elementos da coluna nomeada “Valor”.

Ficar complicado (por ter muitos elementos) eu usar a coluna Valor como fonte do slicer (ver figura abaixo). Então o que fazer nestes casos?

image

Conforme vimos no tópico anterior, é possível criar colunas através de expressões DAX. uma saida então é criar uma nova coluna que agrupe os valores. (isso não é um case, os exemplos são apenas para fins didáticos, por isso são simples).

Vou criar uma coluna que categorize os elementos da coluna valor quando são menores que 10, entre 10 e 20, e maiores que 20. Em exemplos futuros abordaremos melhor esta estratégia de categorização.

Notas sobre a sintaxe da DAX:

* Estou usando o operador IF, que apesar de simples é extremamente importante para se obter os resultados desejados.

* O operador de concatenação de strings é o &.

* Para me referir a uma tabela eu simplesmente digo o nome da mesma, para me referenciar a uma coluna utiliza-se: NomeTabela[NomeColuna].

* Operadores MAX e MIN (perceba que não são os novos MAXX e MINX, estes veremos em artigos futuros) calculam os valeres máximos e mínimos das colunas passadas como parâmetro a eles).

* Aninhei um segundo IF no parâmetro “else” do primeiro.

A expressão resultante é a seguinte (também pode ser observada na figura abaixo):

=IF(Tabela[Valor] < 10, MIN(Tabela[Valor]) & " |- 10", IF(Tabela[Valor] <= 20, "10 |- 20", "20 |- " & MAX(Tabela[Valor])))

image

Usar essa nova coluna (GrupoValor) como um slicer tornou a coisa bem mais interessante, não? :)

image

Agora seleciono a PivotTable e vou em “New Measure” lá na ribbon. E crio a seguinte expressão DAX (perceba que também aparece na PowerPivot Field List com um pequeno ícone ao lado):

=SUM(Tabela[Valor])

image

Adicione esta measure como valor na PivotTable e adicione a coluna GrupoValor como um slicer. Pronto! Selecione os slicers e veja que o valor total é alterado de acordo com o que foi marcado! :)

image image

Aguardem novos posts sobre DAX em um futuro (espero que) não muito distante!

Este artigo é parte de uma série de artigos sobre PowerPivot e DAX. Confira os outros artigos sobre PowerPivot no link: http://zavaschi.com/index.php/tag/powerpivot/

Abraços,
Thiago Zavaschi

11May/100

PowerPivot Lançado, BI Conference Brasil, MCITP

Finalmente depois de tanto tempo no CTP de novembro (CTP3), incompatível com o Office 2010 RTM, foi lançado publicamente o PowerPivot for Excel!

Link para download: http://www.microsoft.com/downloads/details.aspx?displaylang=en&FamilyID=e081c894-e4ab-42df-8c87-4b99c1f3c49b

Lembrem-se de baixar de acordo com a arquitetura do seu Excel instalado (x86 ou x64)!

É uma grande notícia!

Eu já estava há algumas semanas com o RTM e posso dizer que está muito mais rápido (umas 3x nos meus testes).

--

A segunda parte do post é para informar que fui convidade pelo João Nunes (gerente do time de SQL Server aqui do Brasil) para dar uma palestra sobre PowerPivot e BI, na BI Conference Brasil! Que será realizada no dia 26/05 em São Paulo!

O título da palestra será: “Implementando análises e relatórios com Power Pivot e Reporting Services”. Show né?

Não sei ainda se será um evento aberto ou não, mas assim que souber posto detalhes!

--

E por fim mas não menos importante: Ontem obtive mais uma certificação para o meu currículo! Agora sou MCITP Database Developer 2008.

A prova teve algumas questões triviais (se conhecer sobre é fácil) e algumas que realmente me fizeram queimar massa cinzenta, mas no final deu tudo certo!

Grande abraço,
Thiago Zavaschi

4May/100

Mais PowerPivot (agora RTM) e o PowerPivot Day

Olá pessoal!

Primeiramente eu gostaria de agradecer imensamente a todos que estiveram presentes no PowerPivot Day realizado dia 01/05/2010 através da web.

Foi focado na tecnologia de self-service BI da Microsoft, o PowerPivot :-).

Apresentei com foco de dar ao público uma visão do que é Business Intelligence e também a parte client do PowerPivot, com a minha demo de 33 milhões de linhas! Deu pra mostrar bem a grande velocidade de processamento e facilidade de utilização.

Na sequência apresentaram duas feras: Mariano Teixeira Neto (mtn@microsoft.com), trabalha como tester do PowerPivot na Microsoft em Redmond (USA), que apresentou sobre o PowerPivot for SharePoint e a arquitetura envolvida por trás de features do SharePoint. Foi um material de altíssimo nível e que em português ainda não se encontra sobre (muita coisa não é encontrada nem em inglês!). Após o Mariano, nada mais, nada menos que o grande Rob Collie (fundados da PivotStream, ex Program Manager da Microsoft (PowerPivot)) que apresentou sobre a linguagem de fórmulas do PowerPivot, as DAX (Data Analysis eXpressions), como foi uma palestra em inglês parece que uma parte do pessoal não conseguiu acompanhar e saiu, mas ainda assim permaneceram diversas pessoas interessadas (o que eu achei o máximo)!

Meu MUITO OBRIGADO novamente aos palestrantes e a todos que estiveram presente assistindo! Espero que tenha conseguido vislumbrar bem esse mundo de BI! O feedback pelo twitter (acompanhando a hash #PowerPivotDay) foi fantástico.

Espero que isso sirva de exemplo e inspiração sobre questões como: networking internacional, eventos ligados para nós e para o pessoal de fora do país. Aguardo novos eventos assim e espero poder contribuir, ainda que minimamente, para melhorar tudo isso.

O evento repercutiu em alguns blogs, inclusive o do Fábio Ávila que foi colega de mestrado do Mariano! http://avilasolucoes.spaces.live.com/blog/cns!E76C874EF6DB7846!249.entry

O material das palestras pode ser baixado aqui: http://cid-8de5a8efc1819eca.skydrive.live.com/browse.aspx/P%c3%bablico/Webcasts/PowerPivotDay E o link para download do webcast é o seguinte: https://msevents.microsoft.com/CUI/WebCastEventDetails.aspx?culture=pt-BR&EventID=1032445071&CountryCode=BR

 

E agora por último, mas com certeza não menos importante: o PowerPivot RTM foi lançado!!! Ainda não está disponível par ao grande público, mas já está disponível no MSDN (para quem é assinante). É provavél que muito em breve esteja disponível no www.powerpivot.com.

Abraços e todos e novamente obrigado!
Thiago Zavaschi

Tagged as: No Comments
15Apr/104

Brazilian PowerPivot Day e Community Launch

Pessoal,

Acredito que alguns de vocês já tenham ficado sabendo da minha agenda futura de eventos, mas vou reforçar o convite!

Sábado agora, dia 17/04/2010 terá a wave 2 da série de eventos pelo Brasil conhecida como Community Launch. Tive a honra de ser convidado para palestrar neste dia em Piracicaba – SP.

Será um evento presencial. Maiores informações vocês podem acompanhar no site do evento: http://www.insidedotnet.com.br/cl2010/agenda.html. Eu falarei sobre BI no SQL Server 2008 R2. :)

Teremos Community Launch em Blumenau (TechDay Blumenau) (saudosa terra do chopp :-) no dia 24/04/2010, onde palestrarei também, falando especificamente sobre o SQL Server PowerPivot! Maiores informações no site do evento: http://www.mstechday.com/grade.html.

E por fim, mas não menos importante:

Para você que não pode me acompanhar em Marília –SP (MTD2010, que aconteceu dia 10/04) e também não poderá acompanhar nos eventos presencias (e mesmo que tenha acompanhado) faço o convite para um Community Launch online: o PowerPivot Day.

Serão 3 palestras:

1) PowerPivot for Excel, onde eu falarei da feature, será ministrada em português.

2) PowerPivot for SharePoint, que será ministrara pelo Mariano Teixeira Neto (brasileiro que trabalha no time do PowerPivot em Redmond, na MS Corp), será em português também.

3) Data Analysis eXpression, que será com o grande Rob Collie (@powerpivotpro, www.powerpivotpro.com, ex-MS, um dos grandes idealizadores do PowerPivot!!!) falando sobre a linguagem DAX para manipulação dos seus PivotCharts e PivotTables. Essa será ministrada em inglês :).

O evento será totalmente online no dia 01/05/2010.

O endereço para as incrições é o: http://bit.ly/powerpivotday 

Eu que já estou estudando/usando o PowerPivot vou assistir também, e claro, aprender muito com essas feras mesmo assim!! :)

Ajude-nos a divulgar :)

Grande abraço a todos!
Thiago Zavaschi